Dieta detox A limpeza do organismo

Imagine dar um “reset” no seu organismo, deixando para trás a alimentação desregrada para reiniciar com novos hábitos alimentares: a dieta de desintoxicação, chamada ‘detox’, pode ser explicada assim. 

detox
detox

A limpeza do organismo

Período em que alimentos como açúcar, glúten, carne vermelha, embutidos, frituras, sal em excesso e álcool são proibidos – vai além de ajudar a perder peso.

Pessoas com sintomas de fadiga crônica; problemas de fígado, intestino; inchaço; TPM (tensão pré-menstrual) e enxaqueca têm recomendação para fazer uma dieta detox.

A mudança de hábitos alimentares também faz bem para quem tem dificuldades para dormir, excesso de celulite ou acne e mulheres que estejam tentando engravidar.

“A dieta detox slim consiste na eliminação do excesso de toxinas no organismo, oriundas de substâncias nocivas e produtos químicos utilizados na indústria.

Nosso corpo tem meios de eliminar essas toxinas, mas hoje elas são tantas, que a carga tóxica ultrapassa nossa capacidade natural de limpeza”, diz Daniela.

Existem contraindicações.

“Grávidas, lactantes, diabéticos não controlados, pessoas com problemas gastrointestinais e pacientes que estejam submetidos à quimioterapia, radioterapia, corticoterapia, terapias imunossupressoras ou uso de imunoglobulinas não devem realizar o procedimento”.

A duração máxima pode ir de 21 a 30 dias (com um mês de desintoxicação, é possível perder até 7kg), mas não deve passar disso.

Até porque cada dia de detox já faz diferença: com um dia, por exemplo, já é possível notar melhoras na disposição e no humor. Listamos os efeitos e como fazer desintoxicação por dois, três e sete dias. Veja: dermacaps

Dieta detox de três dias

O processo de três dias funciona bem para quem tem pouca disposição. Além disso, mantém os benefícios da dieta de 21 dias.

“Nesse processo, os principais resultados são a melhora do sono, redução e eliminação de dores de cabeça e regularização intestinal”.

O cardápio deve ser enriquecido com leguminosas e oleaginosas, cereais integrais (como quinoa e amaranto), comidas naturais e orgânicas; e deve continuar com a baixa ingestão de proteínas de origem animal e alimentos que contenham lactose, glúten e açúcar.

Veja o cardápio para um dia

  • Café da manhã: um copo de suco desintoxicante.
  • Lanche da manhã: uma banana + uma colher de sopa de granola sem glúten + uma colher de sopa de ágave.
  • Almoço: um prato de mix de folhas verdes temperadas com azeite extravirgem e limão + uma porção de lasanha de berinjela (sem uso de carne, queijo ou embutidos. Uma sugestão é recheio de tofu).
  • Lanche da tarde: 1 porção de pera em compota.
  • Jantar: Sopa de abobrinha.
  • Ceia: uma xícara de chá de dente de leão.

 

Scroll to top